Outfit: Jaqueta H&M no Jardim Botânico do Brooklyn!

jardimbotanico_brooklyn

Se tem coisas que eu tava procurando (e vocês podem ver aqui comprovar aqui), comprei e realmente usei muito na viagem, foram duas jaquetas, a de couro “de verdade” do Michael Kors que comprei na Century 21, e essa de couro “de mentira” da H&M, que é tipo perfecto e tem os ombros meio marcados.

Realmente acho que couro veste super bem e tem lá suas vantagens, porque ele é levinho e esquenta muito, muito mesmo. Pra ser equivalente, tem que ser uma jaqueta de malha de lã super pesada, mas eles causam efeitos bem diferentes no visual, né?

Mas também tenho coração, e não gosto muito da idéia de usar uma vaca morta nas costas. Claro que faz parte do esquema todo, afinal, já que eu como carne (e admito que gosto), porque não usar tudo o que dá dela? Bom, eu não sei… mas quando comprei a jaqueta lá, acabei optando por um modelo bonitinho e moderno, mas mais clássico, que espero poder usar por muitos anos.

jardimbotanico_brooklyn-2

Já essa jaquetinha… veio da H&M e é tão fake quanto meu cabelo loiro, mas é impossível não olhar pra ela e pensar por quanto tempo esses ombros marcados vão ser “cool”. Ela custou uns 50 dólares (não é exatamente uma pechinca, mas dêem uma olhadinha no post na Zara…), mas é bem bonitinha e ajustada (de novo aquele negócio do tamanho!) e eu vou usar muito esse inverno e quem sabe até no próximo, porque como tudo chega meio atrasado aqui, é provável que os ombros marcados durem até o inverno do ano que vem pra todo mundo poder usar. Mas a tendência não é pra sempre.

jardimbotanico_brooklyn-3

Pra completar o “look“, calça jeans Zara, tênis bem velhinho da Adidas que foi pra ficar nos EUA (e não voltou mesmo, já tenho um mais novo do mesmo modelo), cardigã da Zara por baixo (e alguma malha da Renner que não aparece na foto), cachecol de moletom da Imaginarium e bolsa BDG para Urban Outfitters.

…….

Não estranhem o corte das fotos, elas foram batidas com timer, sem tripé, e nem sempre saem como a gente quer!!! Mas o cenário ajuda um monte, né? O Jardim Botânico do Brooklyn é ma-ra-vi-lho-so, dei sorte de ir lá bem em abril/maio, quando as cherry blossoms estão todas floridas, é lindo demais!!! Essas fotos foram no segundo fim de semana (mais exatamente, 18 de abril) e esses dias estavam bem gelados!!! Se a minha memória ainda permite, sim, passei frio com essas roupas lá (mas dêem um desconto porque saí pra ir pro Brooklyn Museum (vale a visita) e acabei esticando até no Botanic Garden).

jardimbotanico_brooklyn-4