Outfit: No Oath, No Spell

nobosquealemao1

Ain, tô apaixonada por essas fotos! Fazia tempo que não curtia tanto publicar um post… achei inclusive que ficaram tão legais que vou até assumir minha pele ao natural mesmo, pelo menos uma vez no blog! <3

nobosquealemao2

Sempre falei que tenho o rosto bem zoado, e a verdade é que a idade não ajuda em nada, rs. 28 quase 29 anos, acne,  cicatrizes, cravos, algumas sardas, rugas (ainda) superficiais, olheiras, bolsas… enfim, sou uma pessoa normal, né? Já fui em dermato que quis me dar roacutan na primeira consulta, numa das minhas fases mais críticas, mas superei essa fase e hoje boa parte das minhas manchas ficam bem disfarçadas com maquiagem e um pouco de photoshop ou facetune nas fotos (não dessa vez).

Consegui controlar a acne e os cravos mudando de hábitos mesmo: troco a fronha do travesseiro pelo menos duas vezes por semana, só uso papel toalha pra enxugar o rosto e sempre tiro a maquiagem antes de dormir. Acabei descobrindo os produtos que funcionam e não funcionam em mim (aquelas que ajudam e as que só pioram a situação) e tento me manter fiel, principalmente ao pó de acabamento que é sempre o ponto mais crítico. O Duo Mat da Make Up Forever meio que mudou a minha vida. Com exceção da maquiagem, todo o meu “tratamento” é caseiro, com itens de farmácia, mas quem me conheceu uns anos atrás vai perceber uma boa melhora na situação.

Pra completar, essa é a sobrancelha que me restou.  Quando fui adolescente, a moda era usar ela bem bem fina, e eu ainda coloquei um piercing horizontal em cima. Acho que o canto externo já era pra ser zoado naturalmente, mas consegui piorar tudo. Tem uma profissional ótima que faz design de sobrancelhas no salão aqui perto de casa e ela consegue dar um jeito, mas não costumo ficar indo ali toda semana se não tiver algum compromisso “importante” – R$30 é bastante dinheiro na minha fase atual.  Depois de mais de um mês longe, é assim que ela fica… #mejulguem

Acabei fazendo uma pele bem leve nesse dia, e só caprichei mais no lápis em torno dos olhos e no rímel. Mesmo assim, curti demais o resultado! Meu cabelo estava recém tingido, também com tinta de farmácia, e num tom que eu adoro… sequei e dei aquela ajeitadinha esperta com o babyliss (comentei sobre isso no post dos gadgets capilares), tô usando bastante ultimamente, e usei esse casaco oversized amarelo que minha mãe comprou em Gramado, que além de muito quentinho é lindo demais! Tava sonhando com um casaco pesado colorido faz tempo.

nobosquealemao3

nobosquealemao4

nobosquealemao5

nobosquealemao6

nobosquealemao7

Nesse passeio, domingo passado, a ideia nem era bater foto do look, saímos pra arejar um pouco (era aniversário do Rafael) e testar a Go Pro que peguei emprestada do meu pai! Fomos lá no Bosque Alemão, parque que tem uma vista bem bacana pra isso, e deixei o Rafael a vontade pra fotografar o que ele quisesse com a T2i enquanto me divertia, hehe.

Pra combinar com o casaco, usei essa blusa listrada com manga 3/4 da Zara (tenho faz anos!) e saia de cintura alta super antiga também (comprei quando ainda morava em Londrina), com cinto da C&A (couro + tachas). Meia calça Lupo, bota de montaria Zeket, colarzinho de âncora da Luigi Bertoli e bolsa pequena Marc by Marc Jacobs (comprada na Special Items em 2010).

nobosquealemao8

nobosquealemao9

nobosquealemao10

nobosquealemao11

nobosquealemao12

nobosquealemao13

nobosquealemao14

nobosquealemao15

Sobre o Bosque: não estávamos muito afim de descer as escadas e fazer a trilha, então ficamos só nessa parte mais alta, que tem a lanchonete/confeitaria… tava super lotado, especialmente pra um domingo gelado e cinzento (acho que dá pra reparar a quantidade de gente nas fotos)! Não foi a primeira vez que fomos até lá, no meu blog antigo tinha até um outro post com fotos nesse mesmo lugar (quero ver se resgato esse arquivo). É uma das paradas da famosa Linha Turismo e por isso é mais conhecido e popular… tá longe de ser dos meus parques favoritos, rs! Mesmo assim as fotos da Go Pro ficaram super legais.

nobosquealemao16

Pra não perder o hábito, essa é a música que inspirou o título desse post:

[youtube http://www.youtube.com/watch?v=mYwazp3Rl_8]

Oh, grief, are you as me?
Left some teeth buried in your enemies
We won’t be broken
Theres no curse we haven’t spoken
There is no oath, there is no spell
To deliver us, so help

Cut me loose, I wish you well
No oath, no spell…
No prayer & no hell but the one we made.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *