Vida: Reflexos & Reflexões

reflexoes

Faz um tempo já que venho aqui, abro um post qualquer, arrumo as fotos, começo a escrever e desisto no meio do caminho. Algumas postagens estão encaminhadas desde o ano passado, faltando só pequenos ajustes, mas tem rolado uma certa dificuldade de finalizar as coisas e ser produtiva no blog. =/

Admito que viver sem inspiração não é exatamente um dos meus pontos fortes, e desde que fui aceita no mestrado no final do ano passado tô meio me arrastando nessa fase de transição. Complicado, né? Decidi que vou dar um tempo no trabalho, principalmente no meu “freela fixo“, que além me tomar bastante tempo também ajudou a esgotar todas as minhas energias nesses meses de dedicação quase exclusiva.

Além de tudo que produzi em casa, fui dez vezes pra São Paulo entre abril e novembro, e contabilizei mais de 30 dias por lá, sempre a trabalho. Sério, nunca imaginei que isso pudesse ser TÃO cansativo, e olha que sempre fiquei em hotéis excelentes e aproveitei pra passear um pouco pela cidade, que no fim, ganhou um lugarzinho no meu coração. Viajei tanto que virei cliente “Tudo Azul Plus”, mesmo que eu tenha voado mais de Tam do que de Azul nesse período. =p

Até semana passada ainda estava trabalhando pra valer, apesar de não ter viajado mais desde dezembro, e só agora estou finalmente de férias, sem fazer nada. Por uma semana. Sim, por que semana que vem já tenho Semana de Integração e na outra volto a ser estudante de verdade, e daí acredito que as coisas irão se encaminhar melhor por aqui.

Como tenho quatro provas de nivelamento entre abril e maio, tenho uma pilha de livros pra estudar até lá. Ainda pretendo escrever uma resenha completa sobre isso, mas ganhei um Kindle Paperwhite de presente do Rafael de aniversário e tô apaixonada pelo bichinho. Ok, vou antecipar que nem tudo são flores nessa história, e tem muitos livros que preciso estudar, alguns bem grossos e complicados de carregar por aí, que ainda não tem versão digital, e um outro que é bibliografia básica do curso que não rolou no Kindle “físico“, só consegui abrir pelo aplicativo pro iPad. Não fiquei muito feliz com isso, mas ainda bem que tenho essa opção, né?

E apesar de continuar repetindo o mantra da economia, agora mais do que nunca já que vou ficar uns longos vivendo só de ar do que tenho guardado, me dei alguns presentes legais nesse começo de ano, pra garantir os looks que quero usar no mestrado, hahah. #ansiedade. Estamos em pleno verão e comprei até casaco da coleção de inverno da Renner (preto básico, mas lindo, quentinho e irresistível).

Aproveitei que meu irmão foi passar o fim de ano em Londres pra encomendar uma Longchamp Le Pliage Neo azul, já que a minha marrom tradicional tá muito velhinha e eu acho a Le Pliage uma das melhores bolsas que existem pra passar o dia inteiro fora de casa, viajar ou levar pra aula, já que ela é enorme, leve e prática.

Ah, e já que tô falando disso, também me dei de presente outra versão daquele Adidas Top Ten Hi Sleek que fiquei ensaiando um tempão pra comprar e que apareceu nesse post aqui. Usei tanto que comecei a ficar com medo de gastar e sério, esse modelo é tão delicinha que eu teria um de cada cor se pudesse. Amo Adidas, amo tênis de cano alto e esse modelo virou o meu favorito. Mas dois tão mais que suficientes, né? O segundo é preto com as listras brancas e no fim achei até mais fácil de combinar do que o que tem detalhes de onça! Tô curtindo bastante usar ele com shorts estampados e algumas saias, além de jeans e leggings e é o meu calçado favorito pra andar por aí com o Rafael (um dos nossos programas curitibanos favoritos =p).

Enfim, por hoje, chega de novidades! Tenho várias outras coisas pra contar e um terceiro #LeopoldoFacts pra terminar, espero me animar um pouco pra voltar a escrever e registrar essas coisas por aqui com calma.

(post escrito no dia 24/02/2015)